Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Linguarudo

Orgulho de ser brasileiro, mas sobretudo carioca, um estado de espírito, um estilo de vida, nascido em Madureira no Rio, capital do samba, flamenguista e Beija-Flor de Nilópolis; sincero, franco, sem papas na língua, marrento, fala o que sente na lata

Orgulho de ser brasileiro, mas sobretudo carioca, um estado de espírito, um estilo de vida, nascido em Madureira no Rio, capital do samba, flamenguista e Beija-Flor de Nilópolis; sincero, franco, sem papas na língua, marrento, fala o que sente na lata

O Linguarudo

02
Jul11

Governo e empresas viabilizam cursos técnicos para formar urgente profissionais em setores estratégicos

olinguarudo
02/07/2011 00h42 - Atualizado em 11/07/2011 22h04
Complexo petroquímico tem investimento de R$ 8 bilhões em Itaboraí
O empreendimento já começou a mudar a vida de muitas pessoas. Treinamento de trabalhadores, vagas para empregos, valorização de mão de obra local são algumas das vantagens.
Bom Dia Rio | Última atualização: 05/04/2011 06h30

 

Com a explosão de investimentos públicos e privados e o conseqüente desenvolvimento econômico, geração da demanda de empregos porque vem passando o país, sobretudo o Estado do Rio de Janeiro em setores primário e em áreas estratégicas tem obrigado o governo, empresas e instituições como a Fundação Ceperj a lançar curso de especialização na área de petróleo e gás, a viabilizarem cursos técnicos e de formação superior para suprir a demanda do mercado já que há uma demanda reprimida e a escassez de mão-de-obra, nas áreas de petróleo e gás que vai demandar muitos profissionais, e alguns deles já se fazem necessário e o mercado não possui.

Construção do Pólo Petroquímico de Itaboraí, RJ

 Construção de polo petroquímico leva pequenos negócios para Itaboraí

Seis mil trabalhadores começam a erguer construções. Até o fim do ano, serão 12 mil. No auge das obras, em 2012, serão 25 mil trabalhadores. Grande empreendimento acaba cercado por negócios menores.

Globo Repórter | Última atualização: 11/02/2011 23h40 

 

As belas e tranqüilas cidades turísticas de norte a sul do litoral fluminense, muito acostumadas a atrair e receber transatlânticos, aviões, ônibus e veículos com turistas do mundo inteiro, em seus verdadeiros paraísos, em função desses investimentos, movimentação das obras e previsão de perspectiva de desenvolvimento a exemplo do que outrora aconteceu com as cidades dos grandes centros do país, mais especificamente Rio e São Paulo, vem atraindo e recebendo retirantes, imigrantes sem qualificação profissional ou mão de obra desclassificada e desqualificada, do tipo“vamos tentar a sorte, matar a fome e fazer fortuna e voltar pra nossa terra” provocando o inchaço da população flutuante nas cidades e dando inicio a um iminente processo de favelização de cidades verdadeiros paraísos naturais como temos no Sul Fluminense de Paraty ao norte em Campos dos Goytacazes.

Polo Petroquímico de Itaboraí pode gerar 160 mil novos empregos 

 Polo Petroquímico de Itaboraí pode gerar 160 mil novos empregos

O complexo deve atrair mais de 700 empresas no setor de plásticos e injetar mais de R$ 13 bilhões por ano na economia brasileira. Cristiano Prado, gerente da Firjan, fala sobre as oportunidades.

Bom Dia Rio | Última atualização: 28/05/2008 06h30

 

 Falta de mão-de-obra qualificada deixa vagas ociosas em todo o país 

A Federação das Indústrias do Rio fez uma pesquisa em fábricas: 60% informaram que querem aumentar o quadro de funcionários, mas 53% das firmas disseram que não conseguiram preencher postos.

Jornal Nacional | Última atualização: 2 horas e 10 minutos atrás > 11/07/2011


O processo de favelização do estado vem se desenvolvendo nas áreas nobres de norte a sul, com a omissão, conivência e cumplicidade das autoridades locais, em troca de voto, ao longo da BR 101, por exemplo, Rio Santos, em determinados trechos que já estão favelados, onde os marginais, a escória, já derrubou a mata atlântica e construiu prédios, comércios as margens da rodovia, sobretudo na região da Costa Verde de Angra dos Reis, Mangaratiba a Itaguai que por ser área nobre, balneários e muitos condomínios, com a irresponsabilidades, tolerância da escória nacional, os parasitas da sociedade, os nossos corruptos e desonestos canalhas, políticos nacionais, que só estão preocupados em roubar, praticar falcatruas e ganhar os votos que essa outra ralé, escória desclassificada sem qualificação profissional trás, permitiram o crime ambiental, o desmatamento e a construção de pequenas cidades em encostas e área de risco ao longo da rodovia nas áreas nobres. O que não deve estar muito diferente na região dos Lagos, onde existem muito mais investimentos que na Costa Verde.

Superporto do Açu, São João da Barra, RJ, Litoral Norte

Localizado no município de São João da Barra, na região norte do Estado do Rio de Janeiro, o Complexo do Superporto do Açu é atualmente o maior investimento do Brasil em infraestrutura portuária.
O porto contará com dez berços de atracação, sendo quatro para minério de ferro, dois para movimentação de petróleo, um para carvão, e três para produtos siderúrgicos, escória, granito e ferro-gusa. Com uma profundidade de 21 metros, o Superporto do Açu permitirá a atracação de navios Capesize com capacidade de até 220.000 toneladas. 

 

Além dos megas investimentos como pólos petroquímicos, portos, usinas, complexos empresariais, existem uma gama de outros investimentos recentes e necessários visando viabilizar os eventos que o Rio vai sediar como a partir do dias 16 deste mês de julho os 5º JOGOS MUNDIAIS MILITARES DO CISM RIO 2011, depois sedia a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, isso no elenco de mega eventos, por isso mesmo alguns projetos empresariais já foram implementados e concluídos e outros estão em fase de construção e conclusão.

 

No elenco de investimentos empresariais a Cia Siderúrgica do Atlantico (CSA) recentemente inaugurada no bairro de Santa Cruz com investimento de US$ 14, bilhões, o Complexo Empresarial e Industrial de São Gonçalo RJ em fase de construção e os Armazéns - DM Brasil Negócios em fase construção próximo ao Aeroporto Internacional do Rio, as margens da Linha Vermelha. 

 

No elenco de obras estruturais, então em fase de construção a Linha 4 Amarela do Metrô do Rio que ligará Ipanema na Zona Sul ao Jardim Oceânico na Barra da Tijuca na Zona Oeste, a revitalização da zona portuária do Rio de Janeiro, as três novas Vias Expressas para desafogar o trânsito nas zonas oeste e norte, TRANSOESTE, TRANSCARIOCA, TRANSOLÍMPICAProjetos MORAR CARIOCA,BAIRRO CARIOCA, já em fase construção. Veja o vídeo e acompanhe diariamente online a evolução das obras.

  

 Estudantes ensaiam para abertura dos Jogos Mundiais Militares

Entre 16 e 24 de julho, atletas vão competir em 20 modalidades esportivas. Mil e duzentos alunos de escolas públicas do Rio vão participar da cerimônia de abertura do evento. Eles representam os sonhos de paz.

RJTV 2ª Edição | Última atualização: 3 horas e 52 minutos atrás > 02/07/2011

 

No entorno da cidade do Rio de Janeiro, região do Grade Rio, estão em andamento ou em fase de conclusão outras obras estruturais, o Arco Metropolitano, com 145 Kms de extensão que ligará a Região dos Lagos, no litoral norte, desde Rio Bonito ao litoral sul fluminense na Rodovia Rio Santos Costa Verde, no Porto de Itaguai, cortando a BR-040, Rio Vitória, Rio Bahia, Via Dutra e terminando na Rio Santos e a expansão da Via Light que será estendida até a Transcarioca no bairro de Madureira fazendo a interligação da Baixada Fluminense com a Zona Oeste do Rio, Zona Norte e Centro.

 

O fato é que o Estado do Rio de Janeiro está a todo vapor visando não só atender a demanda de obras para viabilizar a Copa do mundo 2014 e as Olimpíadas RIO 2016, que também demandarão grandes obras, em fim um conjunto de obras que sediará o centro de transmissão dos eventos para o mundo, as instalações para abrigar e gerir a direção da Fifa e do Comitê Olímpico Internacional, construção de prédios para instalações da infraestrutura acministrativa e divulgação dos eventos, Vila Olímpica, estádios de Atletismo e outros.

 

No elenco de obras de revitalização embelezamento e melhorias surgem também obras ocasionais como a nova sede da CBF o novo centro de treinamento e administrativo que coincide com as obras de embelezamento e revitalização da cidade, que andava precisando mesmo de uma repaginada, uma maquiagem, uma reformas geral já que em alguns setores está bem desgastada a anos, o caso da região do cais do porto que foi implementadas as obras do Porto Maravilha, ou Porto Olímpico obras em andamento; as obras de revitalização da Zona Portuária; a criação do Museu de Arte do Rio (MAR) na Praça Mauá no centro, que será instalado no prédio histórico e centenário na Praça Mauá o Palacete Dom João VI - prédio de estilo eclético construído em 1916 e tombado pelo município e no edifício ao lado, antigo endereço do Hospital da Polícia Civil. Com orçamento inicial de R$ 43 milhões, a iniciativa é uma parceria da prefeitura com a Fundação Roberto Marinho; a construção no Pier Mauá do Museu do Amanhã, também na Praça Mauá; a construção da nova sede do Museu da Imagem e do Som (MIS), em em Copacabana onde era a Boate Help. Fechando com a construção, em fase final, da Cidade da Arte ou Cidade da Música no Cebolão do Jardim Alvorada na Barra da Tijuca ao final da Linha Amarela.

 

As oportunidades, como vimos, estão no Rio de Janeiro, é a maior demanda de mão-de-obra no país, perderam muito tempo mas agora foi tudo de uma vez e não só em função do momento de desenvolvimento econômico do país, mas também pelos mega eventos que a cidade e o estado sediarão, como os já citados, a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíada de 2016, e a partir do dia 16 desse mês o Rio será sede dos 5º JOGOS MUNDIAIS MILITARES DO CISM RIO 2011.

 

 

Enquanto isso, o desenvolvimento econômico que enseja o país nesse momento, encontra obstáculos como falta de mão-de-obra qualificada, capacitada, em todos os setores, para dar prosseguimento e ensejar esse desenvolvimento, que já está sendo desacelerado motivado por essa mesma falta de mão-de-obra qualificada sobretudo nas áreas técnicas estratégicas e energética, como petróleo e gás.

 

CSA - Cia Siderúrgica do Atlântico Mega Obra - A maior do país

 

Como se não bastasse o nosso PIB não poder crescer mais que 5% ao ano porque o país não possui a infraestrutura necessária para escoar a produção, já que a mais de 10 anos, não se investe em estradas, portos, aeroportos, se fez muita fanfarra, bravata, mentira, enganação e engodo mas investimento mesmo que era bom, não se fez nada, se preferiu fazer superávit primário, ou seja, usando uma técnica do antigo presidente que gostava de metáforas, “deixou-se de fazer as compra pra casa, de pagar a conta da luz, da água, reformar a casa, para ficar com dinheiro no ‘bolso’, se gabando que estava rico, emprestando dinheiro do país a amigos tiranos e canalhas, deixando a conta bancária com bom saldo”, mas com a casa caindo aos pedaços, gastando o que não tinha, reeditando a inflação, com uma imensa dívida interna e externa. Essa é a estratégia dos imorais e mentirosos.

Superporto Sudeste em Itaguaí, Costa Verde, Litoral Sul do RJ

O Porto Sudeste é um terminal privativo de uso misto localizado no município de Itaguaí, Baía de Sepetiba, Rio de Janeiro, próximo ao porto público de Itaguaí. Com uma profundidade de 21 metros, o Porto Sudeste poderá receber navios capesize, e será utilizado para embarque de minério de ferro.

  

Portanto não adianta se produzir safra recordes e perder a metade dos grãos na colheita e no transporte até os silos de armazenagem ou os portos ou não se ter como escoar essa produção nem exportar por falta de portos e aeroportos. 

Grupo EBX investe no RJ 

Grupo EBX está envolvido em diversas iniciativas de revitalização e valorização do Rio de Janeiro. Participa ativamente da recuperação da Lagoa Rodrigo de Freitas, oferece apoio ao Programa de Pacificação das Comunidades e está reformando o Hotel Glória - que será reinaugurado como Glória Palace.

 

Um país que já possui uma capacidade de gerenciamento, armazenamento, escoamento e exportação muito baixa e por isso não consegue crescer mais de 5% do PIB, agora não podemos acelerar o desenvolvimento econômico porque esbarramos numa deficiência de mão-de-obra qualificada. As empresas estão mandando buscar mão-de-obra no exterior, brasileiros sobretudo ‘Dekasegis’ no Japão ou mandando formar profissionais nos USA, Europa e Ásia, porque a grande maioria de mão-de-obra do país é insuficiente ou não qualificada, tem vícios, excessos de regalias e querem poucos deveres e obrigações.

 

Os políticos nacionais criam impostos e colocam na conta da sociedade e das classes produtoras para pagar a conta elevada de uma carga tributária nunca inferior a 40% do PIB e do preço de todos os produtos comercializados e de tudo que se ganha, para garantir os pagamentos dos juros da dívida, mas sobretudo garantir os altíssimos salários, mordomias e falcatruas praticadas pela classe mais corrupta, imoral, desonesta e cara do mundo, a classe política brasileira, uma corja, escória que consome uma boa porcentagem de tudo que se produz no país.

 

Aliado a isso os empresários e a sociedade que são quem pagam a conta por todos esses desmandos e os empresários tem contra si, além das leis escorchantes, mordomias de políticos, nenhum apreço pela classe que carrega o país e os parasitas nas costas, temos as máfias de marginais, aliados de políticos, ditos “movimentos sociais” verdadeiras quadrilhas que também promovem a “farra do boi” com dinheiro público, ‘cedido’ por políticos para não os tê-los como oposição, e esses bandidos como ‘Movimento de vagabundos sem terra’, entidades sindicais, essas verdadeiras máfia de bandidos, não para negociar salários e melhores condições de trabalho para as categorias, mas para extorquir os empresários em horas impróprias provocando greves reivindicando melhorias, maiores salários, ou uma negociação esdrúxula, um acerto, entre patrão e dirigentes sindicais e os trabalhadores da categoria que se lixem.

 

Essa é uma prática corriqueira que vem sendo praticada a anos, denunciada pela imprensa, mas que os dirigentes políticos se fingem de mocos e não ouvem, não fiscalizam e liberam verbas para supostamente promover “cursos de capacitação de trabalhadores”, para as centrais sindicais e sindicatos, sobretudo em São Paulo, onde essas máfias transformaram em seu paraíso e se estabeleceram, se proliferaram e fazendo história, quase faliu o ABCD, provocando uma debandada de empresas da região em busca de outros estados sem tanta “força mafiosa sindical” pra lhes extorquir e viver de falcatruas e negociatas, se matando entre si em busca de assumir os cargos que rendem grandes quantias e a divisão do produto de suas falcatruas, é o que temos lido na imprensa diariamente desde a década de 80 e no que se transformou o sindicalismo paulista, máfias, com crimes, extorsões, assassinatos, prisões, desvios de verbas.

 

Assim é o Rio e os cariocas, irreverentes, criativos, extremamente inteligentes, acima da média, dá seu jeito, se vira, podre de chic, cada flash um cartão postal e cada vez mais maravilhoso.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    olinguarudo 19.07.2011

    Ok Pedro, bom dia.
    Obrigado pela visita e volte sempre.
    Se você olhar as matérias anteriores verá que a bastante tempo eu venho "batendo nessa tecla" que os políticos cariocas encontraram uma maneira de compra voto por atacado, como Lula e o PT copiaram o 'Bolsa Família', compra de voto por atacado com dinheiro público, os políticos cariocas, demoraram, mas descobriram que nas favelas do Rio, está concentrado uma escória, corja de fabricantes de bandidos com mais habitantes do que a maioria das capitais e cidades do país. Então fica fácil em nome de uma suposta "exclusão e falta de oportunidade" pra vagabundos, arruaceiros e vândalos a favor do crime, que não querem oportunidade nenhuma, que já estão depredando o teleférico do Alemão, que acham muito natural ter filhos no trafico e no crime e as filhas prostitutas em Copacabana e na Europa, isso pra eles é chic e diz bem quem são. Enquanto os governos pegam nosso dinheiro e joga no lixo, com essa ralé desclassificada que emporcalha, invade, desmata e constroem em locais de risco para depois pousar de coitadinhos.
    Conheço bem sua região, KM 32, Estrada de Madureira, Valverde, Palhada, etc. Sou filho da Baixada, local de pessoas descentes que optaram por não favelar ainda mais o Rio, e compraram terrenos na lama, na poeira e com valas negras a porta de casa para passar esgoto a céu aberto. Mas pagam tudo, luz, IPTU e outros, enquanto os marginais se dão bem, gostam de moleza, não pagam nada e são quem tem direito a tudo.
    A culpa é desse povinho da Baixada, que embora com todo sacrifício, olha quem elegeram para prefeitura de Nova Iguaçu? Uma pessoa que nem da cidade é, e Nova Iguaçu é reincidente nisso, é igual São Paulo, adora eleger m... elegem tudo que é corrupto e forasteiro, imigrante que vem pra roubar, o incompetente Lindenbergue está no Senado hoje, graças a irresponsabilidade dos Iguaçuanos, que eu repouto são "Iguaçuinos" adoram viver na lama, só elegem gente de fora que não vale nada. Ja se dizia que Brizola criava boi no Uruguai e burros em Nova Iguaçu e na Baixada Fluminense.
    Enquanto persistir essa mentalidade ai, vai demorar mais um pouco mais se libertarem, eles gostam desse sofrimento e são os únicos responsáveis por isso, basta ver os políticos que elegem e eles não chegam lá sozinhos, tem que ter um bando de amebas, néscio para elege-los.
    Portando, os políticos não valem nada, mas esse povinho que se deixa enganar por qualquer conversinha mole, são piores do que eles. Cada povo tem o governo que merece.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2012
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2011
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub