Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Linguarudo

Orgulho de ser brasileiro, mas sobretudo carioca, um estado de espírito, um estilo de vida, nascido em Madureira no Rio, capital do samba, flamenguista e Beija-Flor de Nilópolis; sincero, franco, sem papas na língua, marrento, fala o que sente na lata

Orgulho de ser brasileiro, mas sobretudo carioca, um estado de espírito, um estilo de vida, nascido em Madureira no Rio, capital do samba, flamenguista e Beija-Flor de Nilópolis; sincero, franco, sem papas na língua, marrento, fala o que sente na lata

O Linguarudo

03
Set11

Rock in Rio: Prefeito entrega a chave da Cidade do Rock

olinguarudo

Atualizado em 06/09/2011 12h08 

Prefeito Eduardo Paes visitou a Rock Street e ganhou réplica da guitarra símbolo do festival.
O festival acontece na área do Parque dos Atletas das Olimpíadas de 2016.

Prefeito do Rio faz entrega simbólica da Cidade do Rock

 Prefeito do Rio faz entrega simbólica da Cidade do Rock

Depois de um passeio de Eduardo Paes, o empresário Roberto Medina recebeu dele as chaves da Cidade do Rock e hasteou a bandeira do Rock in Rio. A inauguração oficial do local foi animada com apresentações musicais.

RJTV 2ª Edição

 

 Divulgado esquema de trânsito e transporte para o Rock in Rio

Nesta terça-feira (6) foi divulgado o esquema de trânsito e de transportes para o Rock in Rio. Táxis e vans estarão proibidos na região dos shows.

RJTV 1ª Edição

 

Em cerimônia alegre e descontraída, o prefeito do Rio Eduardo Paes entregou, ontem a tarde, sexta-feira 02Set, a chave da Cidade do Rock, onde será realizado o festival Rock in Rio 2011.

O prefeito, muito animado, chegou em uma bicicleta elétrica e aproveitou para circular pelo gramado sintético do Parque dos Atletas das  Olimpíadas de 2016, área onde será o festival.

"Hoje é dia de agradecer. Vamos mais uma vez levar a música brasileira e a imagem do Rio lá para fora. O Rio é uma referência de cidade recuperada. Voltamos para ficar," disse Medina.

 
 

1ª Foto - Entrega da chave do Rock in Rio (Foto: Alba Valéria Mendonça/G1)

2ª Foto - Eduardo Paes na Rock Street (Foto: Alba Valéria Mendonça/G1) 

 

Depois de hastear a bandeira do Rock in Rio e da cidade do Rio de Janeiro, o prefeito passeou pelas dependências da Rock Street, uma rua que vai reunir lojas, restaurantes, bares e atrações.  Caminhando pela Rock Street, acompanhado do "prefeito" Medina, da Cidade do Rock, Paes se divertiu com bandas de jazz, country, malabaristas, estátuas vivas, show de mágica, de sapateado. E não perdeu a oportunidade de saber o futuro com as previsões de uma cartomante.

"A vidente falou que o Rock in Rio vai ser cheio de sol, um sucesso. E que nunca na história deste país, eu nem sabia que videntes falavam como o presidente Lula, que eu sou o prefeito mais fantástico que o Rio poderia ter", brincou Paes, totalmente à vontade, ansioso pelo início do festival.

 
 

1ª Foto - Parque dos Atletas onde o público vai aproveitar o shows do Palco Mundo, na Cidade do Rock - Foto: Alba Valéria Mendonça/G1

2ª Foto - Rock Street: 28 lojas, bares e palcos voltados para o jazz, como se fosse em New Orleans - Foto: Alba Valéria Mendonça/G1

 

Depois de hastear a bandeira do Rock in Rio e da cidade do Rio de Janeiro, o prefeito passeou pelas dependências da Rock Street, uma rua que vai reunir lojas, restaurantes, bares e atrações.  Caminhando pela Rock Street, acompanhado do "prefeito" Medina, da Cidade do Rock, Paes se divertiu com bandas de jazz, country, malabaristas, estátuas vivas, show de mágica, de sapateado. E não perdeu a oportunidade de saber o futuro com as previsões de uma cartomante.

"A vidente falou que o Rock in Rio vai ser cheio de sol, um sucesso. E que nunca na história deste país, eu nem sabia que videntes falavam como o presidente Lula, que eu sou o prefeito mais fantástico que o Rio poderia ter", brincou Paes, totalmente à vontade, ansioso pelo início do festival.

O prefeito garda na lembrança os bons momentos do primeiro evento, em 1985, quando se encantou com os "Paralamas do Sucesso" e o cantor Rod Stweart.

"Foi inesquecível. A Cidade do Rock hoje é um encontro do passado com um momento fantástico do Rio, muito melhor. Saio daqui com a convicção de teremos shows fantásticos. E depois a população vai ter um espaço, que antes estava degradado, para a realização de eventos, de entretenimento, de show", destacou Eduardo Paes.

Esse espírito de festa e descontração é o que Medina busca no festival,  dez anos após a última edição do Rock in Rio na cidade. Segundo ele, todos os dias serão de das 14h às 2h, com música para todas as tribos, com artistas de qualidade.

"Não há nada no mundo parecido com o Rock in Rio. Criamos um espaço para namorar, beber, comer, curtir. Outros festivais de música seguem a mentalidade de tratar uma banda e vender ingresso. Isso para a gente,  representa somente 20% do nosso esforço. Basta dizer que em Portugal o Rock in Rio é mais importante que a Copa do Mundo e na Espanha, mais que a Fórmula-1. Ou seja, não há comparação", disse Medina.

Antes mesmo de iniciar o evento de 2011, Medina já pensa nas duas próximas edições que ocorrerão no Rio, em 2013 e 2015. Ele informou, inclusive, que já está desenhando o palco da área do evento que vai substituir a Rock Street.

"É a primeira vez que vamos fazer uma área desse tipo. Este ano, a Rock Street é dedicada ao jazz e tem inspiração em New Orleans. Para 2013 estou pensando numa competição de dança. Vai ser a Street Dance", disse o "prefeito da Cidade do Rock.

Fonte: G1

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub